sexta-feira, 25 de abril de 2014

A cidade de Santarém saiu à rua para recordar a madrugada da revolução




«A cidade de Santarém saiu à rua para recordar uma das noites mais emblemáticas da sua história recente: a madrugada de 24 de abril de 1974, quando Salgueiro Maia partiu em direção a Lisboa para depor o regime então liderado por Marcelo Caetano.

A antiga Escola Prática de Cavalaria voltou a abrir as suas portas para receber as largas centenas de populares que assistiram à recriação histórica, que começou na parada onde, precisamente 40 anos antes, se concentraram as tropas comandadas por Fernando Salgueiro Maia.

Pouco passada das 00 horas do dia 25 de abril quando se voltou a ouvir o discurso que o capitão deixou nessa noite aos homens que o acompanharam na madrugada da revolução.

A coluna militar, composta por cerca de 60 figurantes e nove viaturas, saiu mesmo do quartel e percorreu parte da cidade, ao som das senhas da revolução, e acompanhada pelos que entoavam "E depois do Adeus", de Paulo de Carvalho, e "Grândola, Vila Morena", de Zeca Afonso, ao longo do percurso e ao lado dos atores desarmados.

Esta dramatização, organizada pela ViverSantarém e nunca antes feita em Santarém, terminou no Jardim dos Cravos, junto à estátua de Salgueiro Maia.

Foram depositados cravos aos pés do capitão e cumpriu-se um minuto de silêncio pela memória de um dos principais protagonistas da queda do regime fascista, no ano em que se comemora o 40º aniversário da implementação da democracia em Portugal.»


Fonte: Rede Regional, 25 de abril de 2014

José Fanha - 'Eu Sou Português Aqui'







Vídeo in YouTube

Zeca Afonso - 'Grândola, Vila Morena'



"Grândola, Vila Morena"' é uma canção composta e cantada por Zeca Afonso que foi escolhida pelo Movimento das Forças Armadas (MFA) para ser a segunda senha de sinalização da Revolução dos Cravos. A canção refere-se à fraternidade entre o povo de Grândola, vila do Alentejo. À meia noite e vinte minutos do dia 25 de Abril de 1974, a canção foi transmitida pelo programa independente Limite através da Rádio Renascença como sinal para confirmar o início da revolução. Também por esse motivo, transformou-se em símbolo da revolução, assim como do início da democracia em Portugal.







Vídeo in YouTube
Texto in Wikipédia

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Concerto da Sociedade Filarmónica de Muge, sexta-feira, 25 de abril de 2014


No Auditório da Casa do Povo de Muge, pelas 15 horas.





Imagem in Facebook da Sociedade Filarmónica de Muge

Marinhais: 4º Torneio de Futebol de 7 Veteranos, 11 de maio de 2014





Imagem in Facebook de Casa do Povo de Muge - Secção Futebol

Benavente: Nuno Feijoca morreu ao volante de carro roubado


«Um homem de 38 anos, residente em Benavente, morreu na sequência de uma violenta colisão frontal com um pesado de mercadorias, quando seguia ao volante de um carro que tinha sido roubado poucas horas antes, em Benavente.






O acidente ocorreu pelas 7 horas da manhã desta terça-feira, 22 de abril, na Estrada Nacional 10 perto da localidade de Taipadas, junto a Canha, Montijo, quando a vítima mortal, Nuno Feijoca, invadiu a faixa de circulação contrária e embateu de frente com um camião que transportava eletrodomésticos.
O carro em que seguia, um Mercedes 190D, tinha sido roubado durante a madrugada em Benavente, junto à casa da proprietária, que só ficou a saber do acidente quando se dirigiu ao posto da GNR para formalizar a queixa pelo desaparecimento da viatura.
A GNR está a investigar se foi Nuno Feijoca a cometer o furto ou se haverá outros indivíduos envolvidos no caso.
A vítima mortal era conhecida das autoridades e tinha cadastro criminal por furtos e outros delitos menores.»


Fonte: Rede Regional, 23 de abril de 2014

terça-feira, 22 de abril de 2014

Festas do Foral, dos Toiros e do Fandango 2014, em Salvaterra de Magos









Comissões de Utentes de Saúde organizam vigília de protesto em frente aos quatro hospitais do Ribatejo - Santarém, Torres Novas, Tomar e Abrantes - dia 15 de maio de 2014


«As comissões de utentes de saúde do distrito anunciaram a convocação de uma grande vigília de protesto em frente aos quatro hospitais existentes no Ribatejo - Santarém, Torres Novas, Tomar e Abrantes - no próximo dia 15 de maio, entre as 19 e as 21 horas.





Em causa está a Portaria 82/2014, publicada pelo governo no passado dia 10 de abril, sobre a reorganização da oferta hospitalar nacional, e que os movimentos de defesa dos utentes consideram ser uma tentativa "de retirar valências", e que põe em causa "a prestação de serviços hospitalares de qualidade e proximidade e a coesão territorial", sobretudo na área do Médio Tejo.
Em comunicado, os movimentos anunciam que já solicitaram uma reunião com a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e querem ainda uma reunião urgente do conselho consultivo do Centro Hospitalar Médio Tejo (CHMT).
Segundo a portaria do Ministério da Saúde, o CHMT ficará classificado no Grupo I, que tem uma área de influência direta com 75 a 500 mil habitantes, e terá ainda um conjunto de valências médicas e cirúrgicas definidas pelo mesmo diploma.
Ora, segundo as comissões de utentes, "valências tão importantes e indispensáveis como a oftalmologia, otorrino, gastro, cardiologia, oncologia, nefrologia / hemodiálise, urologia e a maternidade só ficarão no CHMT se o Ministério a tal for obrigado pela luta das populações", uma vez que, segundo o comunicado, a portaria também refere que a abertura de valências que estão "ausentes da carteira de cada instituição ocorrerá sempre que exista disponibilidade de recursos humanos e desde que seja garantido o equilíbrio económico e financeiro da instituição".
Para os movimentos, e tendo em conta que "a falta de profissionais médicos e de enfermagem é um mal crónico no CHMT", pode deduzir-se que "não haverá base legal para existirem essas especialidades", assim como, a concretizar-se a portaria, nunca os prometidos serviços de excelência podem ser concretizados pelas referidas unidades hospitalares.»

Texto in Rede Regional
Imagem in Google

Muge: Exposição "Abrir Abril - O Chegar da Liberdade", de 25 de abril a 4 de maio de 2014, no auditório da Casa do Povo






Imagem in Facebook de Freguesia de Muge

Muge: Sessão Ordinária da Assembleia de Freguesia, quinta-feira, 24 de abril de 2014






Imagem in Facebook de Freguesia de Muge

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Semana Taurina em Samora Correia, de 25 de abril a 1 de maio de 2014






«A cidade de Samora Correia espera qualquer coisa como 20 mil aficionados durante a semana taurina que começa no próximo dia 25 de abril e estende-se até 1 de maio.
Durante 11 dias, o Largo do Calvário e as ruas mais próximas serão o centro de uma festa que inclui deenas de largadas e entradas de toiros, vacadas, picarias e demonstrações equestres, entre muita música popular, fado, folclore e sevilhanas.
A semana taurina arranca oficialmente no feriado de 25 de abril, às 17h30, com um festival de folclore no Largo do Calvário, a que se segue a primeira largada de toiros, às 19 horas, e a abertura do espaço Puro Ribatejo, no celeiro da Companhia das Lezírias, onde vão decorrer parte dos espetáculos noturnos e atividades de animação.
O programa oficial desta semana taurina, organizada pela Junta de Freguesia de Samora Correia, inclui ainda exposições de fotografia e pintura, um festival taurino, um encontro taurino de bandas de música, um colóquio e uma corrida de toiros, entre outras propostas para atrair e agradar ao maior número de visitantes.
A partir de 1 de maio decorre também a feira anual, com as habituais diversões, artesanato e tasquinhas de petiscos no largo da feira.»


Fonte: Rede Regional

Marinhais: Rua de Magos aguarda pavimentação



«Há vários meses que a Rua de Magos aguarda pelos trabalhos de pavimentação no âmbito das obras de construção da rede de saneamento básico. Esta obra da responsabilidade da empresa Águas do Ribatejo arrasta-se há vários meses. 





Para além do mau estado da via, com consequentes danos para as viaturas que a usam diariamente, os moradores queixam-se do prolongar da intervenção e da poeira.»




sexta-feira, 18 de abril de 2014

Granho: Festival Internacional de Folclore, Cultura e Arte (FIFCA), sábado, 19 de abril de 2014






Imagem in Câmara Municipal de Salvaterra de Magos online, 18-4-2014

Marinhais: Segunda ronda do Troféu Yamaha, Domingo, 20 de Abril de 2014





«É já no próximo Domingo, 20 de Abril, que se realiza a segunda prova do Troféu Yamaha 2014. Após uma fantástica prova de arranque em Pegões onde estiveram mais de duas centenas de pilotos, a iniciativa promovida pela Yamaha Motor de Portugal vai pela primeira vez na sua história até à localidade ribatejana de Marinhais.
Com uma longa história de ligação à competição em duas rodas, Marinhais foi durante muitos anos uma das paragens obrigatórias do Nacional de Supercross. Actualmente fora desse calendário a vila ribatejana volta a acolher uma grande competição num dia de Páscoa que se prevê bastante animado.
A prova será realizada numa pista com 2.200 metros de extensão num circuito totalmente novo que foi desenhado e criado especialmente para o Troféu Yamaha 2014 num formato de competição mais tradicional com sessões de treinos e corridas mais curtas de acordo com as classes, sendo que mais uma vez os pilotos mais jovens terão uma pista a eles destinada, mais curta que a que será utilizada pelos pilotos das classes maiores.
No total serão realizadas onze corridas distintas, com as motos a serem neste segundo duelo do ano as primeiras a entrar em pista. Depois das verificações técnicas e administrativas logo pela manhã de Domingo os treinos iniciam-se ás 10 horas da manhã, com a ordem de partida para a primeira corrida a estar agendada para as 14 horas.
Tal como aconteceu na primeira prova do ano este segundo evento da época 2014 do Troféu Yamaha poderá ser acompanhado em directo no site oficial do troféu em www.trofeuyamaha.come também no Meo Kanal do Troféu Yamaha 2014 na posição 112014.»

Fonte: Fozmotor.com.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Noite do Torricado, Casa do Povo da Glória do Ribatejo, sexta-feira, 18 de abril de 2014




Imagem recebida por e-mail

Mulher morreu atropelada por um comboio na estação de Santarém


«Uma mulher morreu, esta quinta-feira à tarde, colhida por um comboio na estação de Santarém. O acidente ocorreu cerca das 15 horas e motivou o corte da circulação ferroviária na linha do Norte, no sentido Lisboa-Porto, durante cerca de duas horas e meia.

A senhora, cuja identidade não foi revelada, foi colhida por um comboio, na estação de Santarém, e teve morte imediata. A PSP esteve no local e vai averiguar as circunstâncias em que ocorreu o acidente.

O Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Santarém recebeu o alerta às 15.03 horas e destacou para o local duas ambulâncias dos Bombeiros Municipais de Santarém.

A circulação ferroviária esteve suspensa até às 17.15 horas, no sentido Sul-Norte, à espera de ordens das autoridades, que tratam da operação de remoção do corpo. O Alfa Pendular da CP, que saiu de Lisboa às 14 horas, com destino ao Porto, e um comboio regional estiveram parados na linha, algures antes de Santarém, contou um utente ao JN.

A via descendente, sentido Norte-Sul, foi libertada mais rapidamente e a circulação faz-se com normalidade, informou a CP. O comboio envolvido no acidente, também já deixou o local.»


Fonte: Jornal de Notícias online, 17-4-2014

Sessão Ordinária da Assembleia de Freguesia de Marinhais, 23 de Abril de 2014





Fonte: Facebook da Freguesia de Marinhais

Predador gigante apanhado nas águas do rio Tejo





«Um pescador da aldeia das Caneiras, concelho de Santarém, retirou ontem das redes que lançou ao rio Tejo o enorme siluro que a foto documenta, neste caso quando o peixe já estava a ser amanhado.
Este siluro, espécie também conhecida por peixe-gato, pesava cerca de 14 quilos e media 1,18 metros.
Não é comum encontrarem-se espécimes desta envergadura nas águas do rio Tejo, apesar de, nos últimos tempos, algumas associações ambientalistas, entre as quais a Quercus, terem alertado para o facto desta espécie estar a invadir alguns rios portugueses, causando problemas a nível do equilíbrio dos ecossistemas.
Isto porque o peixe-gato gigante é um predador nato, que come praticamente tudo o que lhe aparece pela frente, o que pode colocar em risco outras espécies de peixes que vivem e se reproduzem em águas nacionais.
Alguns especialistas alertam ainda para o facto do siluro ser potencialmente perigoso para os banhistas em praias fluviais.
Em Janeiro de 2012, uma notícia do jornal "Sol" dava conta do facto de um pescador ter apanhado um peixe-gato com mais de um metro e meio e cerca de 13 quilos no rio Pônsul, na zona do Tejo Internacional, em Agosto de 2011, o que na altura foi considerado o recorde nacional.»


Fonte: Rede Regional, 17-4-2014

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Comemorações do 25 Abril prosseguem em Salvaterra de Magos


O concelho de Salvaterra de Magos vai continuar este fim-de-semana, 19 de Abril com iniciativas que visam a comemoração dos 40 anos do 25 de Abril de 1974.

Este Sábado às 16 horas, Cantigas de Abril com músicos do concelho no Auditório do Centro de Interpretação do Cais da Vala em Salvaterra de Magos.



(Clique para ampliar)


Consulte a restante programação aqui



Fonte: site da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, 16-4-2014

Colocação de mais dois médicos no Concelho de Salvaterra de Magos


«A partir de 15 de abril de 2014 o Posto Médico de Marinhais, vai contar com os serviços de mais um médico. Também o Posto Médico de Glória do Ribatejo vai ter os serviços de mais um médico, no início do próximo mês (maio), se algum imprevisto não surgir.


Alertamos que estas são colocações precárias, ou seja, contratos de curto tempo, que poderão vir a ser renovados.

No entanto, não deixaremos de realçar o enorme esforço dos Dirigentes Municipais, na tentativa constante de solucionar o problema, da falta de médicos. 

Também registamos a abertura mostrada pelo ACES Lezíria, e ainda a colaboração do Centro de Bem Estar Social de Glória do Ribatejo e Junta de Freguesia de Glória e Granho.»



Amostra do Fogo das Festas 2014 da Glória do Ribatejo, 19 de Abril de 2014





Imagem recebida por e-mail

Programa do FIFCA - Festival Internacional de Folclore de Almeirim - 2014


(Clique na imagem para ampliar)


Imagem in Facebook de Pedro Miguel Ribeiro, presidente da Câmara Municipal de Almeirim

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Caminhada Rota da Liberdade – Caminhada Solidária para ajudar Susana Martins



Integrado no projecto “Magos Natureza” a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos organiza a Caminhada Rota da Liberdade – Caminhada Solidária para ajudar Susana Martins – que se realizará dia 27 de Abril de 2014, com concentração dos caminhantes no Parque de Jogos e Lazer de Foros de Salvaterra.




As inscrições encontram-se abertas até ao dia 23 de Abril através do Folheto de Divulgação Rota da Liberdade.
Consulte aqui as Condições Apólice Seguro.
 Participe e ajude!

Amostra de Fogo das Festas de Marinhais 2014





Imagem in Facebook das Festas de Marinhais

sábado, 5 de abril de 2014

Bloco de Esquerda de Salvaterra de Magos alerta para "atentado ao património municipal, na sede da junta de freguesia de Muge"


Obras realizadas no edifício da junta de freguesia de Muge


«O Dia Nacional dos Centros Históricos comemora-se a 28 de Março, data do nascimento de Alexandre Herculano, seu patrono.
Em vários centros históricos das cidades de Portugal organizaram-se atividades para comemorar o Dia Nacional dos Centros Históricos.
No concelho de Salvaterra de Magos assinala-se esta data com a desistência voluntária da qualidade de membro do município de Salvaterra de Magos na associação de municípios portugueses com centros históricos, bem como com um atentado ao património municipal, na sede da junta de freguesia de Muge.
Particularidades da gestão socialista no que concerne à defesa e preservação do património do nosso concelho.
Manifestámos na última reunião de câmara preocupações sobre as obras que decorrem na sede da junta de freguesia de Muge. Obras essas com adulterações profundas, no edifico em referência, visíveis na fachada poente, as quais constam nomeadamente de alterações nos vãos, alteração da cota do piso. Esta preocupação decorre do facto de este edifício ser referência e sujeito a medidas cautelares de protecção, pois trata-se de um imóvel abrangido por disposições cautelares de protecção no âmbito do PDM (de acordo com as alíneas a. 2) e d. 3) do ponto 1.2 do artigo 72º servidão do património edificado do Regulamento do PDM), impondo até parecer da Comissão Municipal de Património (artigo 72.º, n.º 3, alínea b) do Regulamento do PDM).
Neste sentido questionámos o executivo sobre as intervenções em causa. Se estas estão a ser acompanhadas por técnicos qualificados? Se existe procjeto das alterações? Se concorda com as alterações profundas que estão a ser levadas a cabo no edifício? Se as cantarias e vãos retirados irão ser repostos conforme traça original? Neste sentido solicitamos igualmente a consulta do projeto de alterações das obras no edifício da junta de freguesia de Muge.
A resposta do Sr. Presidente foi deplorável e irresponsável, demonstrando uma total insensibilidade para a preservação do nosso património a que se juntaram os normais arremessos partidários e de ajuste de contas com o passado, quando a única preocupação e razão do Bloco de Esquerda são a defesa do património pertencente a todos nós.
Na verdade, as operações urbanísticas em causa não estão sujeitas a licenciamento, visto serem promovidas por autarquia local em espaço abrangido por Plano Municipal de Ordenamento do Território (artigo 7.º, n.º 1, alínea a) do Decreto Lei n.º 555/99, de 16 de Dezembro, na sua actual redacção). No entanto, e pese embora tal dispensa de licenciamento, a realização de tal operação urbanística depende de parecer prévio, não vinculativo, da Câmara Municipal em espaço abrangido por Plano Municipal de Ordenamento do Território (artigo 7.º, n.º 2 do Decreto Lei n.º 555/99, de 16 de Dezembro, na sua actual redacção).
Foi solicitado esse parecer? E foi o mesmo tempestivamente emitido?
Por outro lado, esta operação urbanística deve ser sempre instruída com declaração dos autores dos projectos, da qual conste que foram observadas na elaboração dos mesmos as normas legais e regulamentares aplicáveis, designadamente as normas técnicas de construção em vigor, e do coordenador dos projectos, que ateste a compatibilidade entre os mesmos (artigo 7.º, n.º 7 e artigo 10.º n.º 1 do Decreto Lei n.º 555/99, de 16 de Dezembro, na sua actual redacção) e deve, ainda, constar referência à conformidade do projecto com os planos municipais de ordenamento do território aplicáveis à pretensão, bem como com a licença de loteamento, quando exista (artigo 7.º, n.º 7 e artigo 10.º n.º 2 do Decreto Lei n.º 555/99, de 16 de Dezembro, na sua actual redacção).
Foi instruída com estes elementos, designadamente com o parecer favorável da Comissão Municipal de Património, exigida pelo artigo 72.º, n.º 3, alínea b) do Regulamento do PDM?
Sendo a resposta, como se adivinha, negativa, compete ao Presidente da Câmara Municipal embargar esta obra (artigo 102.º, n.º 1, alínea c) do Decreto-lei n.º 555/99, de 16 de Dezembro, na sua actual redacção e artigo 105.º, n.º 1, alínea a) do Decreto-lei n.º 380/99, de 22 de Setembro, na sua actual redacção).
É inegável que o Senhor Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos tem, pelo menos, conhecimento pessoal desta operação urbanística, conforme as suas declarações na última reunião de Câmara Municipal.
E tomou o Senhor Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos em mãos as suas competências em matéria de tutela da legalidade urbanística, embargando tal operação urbanística realizada em violação do PDM de Salvaterra de Magos?
Há que lembrar que a violação culposa dos instrumentos de ordenamento do território ou de planeamento urbanístico válidos e eficazes é causa de dissolução de órgão autárquico (artigo 9.º, alínea c) da Lei n.º 27/96, de 1 de Agosto) e de perda de mandato (artigo 8.º, n.º 1 alínea d) da Lei n.º 27/96, de 1 de Agosto), que tanto é aplicável à Junta de Freguesia de Muge, como ao Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos.
Ninguém esperaria uma obra-prima de excepção, unicamente uma obra com projecto de reabilitação, prévio, que acautelasse o nosso património e respondesse às necessidades da população.
A vontade e necessidade expressas pela população são legítimas e compreensíveis, de reivindicar por maior e melhor comodidade para os próprios, particularmente e como sabemos, a intervenção vem proporcionar à população um acesso mais fácil e direto à sala de atendimento ao público, contudo para a mesma situação haveria diferentes abordagens e possíveis soluções de resposta à pretensão, com o necessário e imprescindível respeito pelo património.
Não aceitamos falar de uma forma leviana e simplista da obra em causa, porque não se trata de abrir um porta e fechar uma janela, mas de uma adulteração de um dos alçados do edifício património municipal, com soterramento ou supressão de alvenarias de pedra do vão da janela! Porque esta obra incauta tratou-se tão só, de um atropelo e de uma precipitação que não deve voltar a acontecer no nosso concelho, porque a lei prevê penalização grave, como perda de mandato, para incumprimentos como este.
Não o desejamos Sr. Presidente, o Bloco de Esquerda respeita a vontade expressa nas eleições e o cumprimento do mandato legitimamente consagrado recentemente em eleições, no entanto o cumprimento da legalidade é o garante da democracia e a essa todos estamos obrigados.»



sexta-feira, 4 de abril de 2014

Herói de Abril – Santarém homenageou Salgueiro Maia nos 22 anos da sua morte



«Santarém homenageou esta quinta-feira, dia 3 de abril, Salgueiro Maia, vinte e dois anos depois da sua morte, no Jardim dos Cravos.






A esta cerimónia evocativa, juntaram-se cerca de quarenta crianças da Escola do 1º Ciclo dos Leões que depositaram cravos vermelhos junto à estátua do Herói de Abril. A cerimónia contou ainda com as presenças de Natércia Maia, viúva de Salgueiro Maia, do presidente da Câmara de Santarém Ricardo Gonçalves, com o tenente coronel Zagalo, comandante do Regimento de Apoio Militar de Emergência de Abrantes, membros da Comissão das Comemorações Populares do 25 de Abril de Santarém, amigos e populares.
Junto à estátua e à chaimite, foram colocados arranjos e desenhos com cravos e frases alusivas ao 25 de Abril, feitos por alunos do Agrupamento de Escolas Dr. Ginestal Machado, pertencentes à Escola do 1º Ciclo dos Leões, Jardim de Infância do Sacapeito, Jardim de Infância da Feira e do Pereiro.
Esta iniciativa contou ainda com a participação do Centro de Tropas de Comando de Lisboa.
Nesta cerimónia de homenagem a Salgueiro Maia, na data do seu falecimento, o Capitão de Abril, camarada e amigo de Salgueiro Maia – Coronel Correia Bernardo, em representação da Associação 25 de Abril e da Comissão das Comemorações Populares do 25 de Abril de Santarém, recordou o percurso de  Salgueiro Maia, com um testemunho que comoveu a maioria dos presentes.
O Coronel Correia Bernardo recordou que Salgueiro Maia trouxe “com ele outra dinâmica nascida nas matas da Guiné, traz o desespero de uma guerra perdida e o olhar de milhares de homens sem esperança da abertura de uma janela para a paz. Mas traz também com ele a vontade de quem sente que é chegado o momento de mudar. É dele uma das vozes mais escutadas e mais firmes no grito de revolta que começou a germinar no seio do movimento dos capitães.”
O capitão de Abril lembrou ainda Salgueiro Maia pela sua “nobreza de caráter, a coragem, a verticalidade de um homem que sempre recusou honrarias e comendas”.
“Naquela manhã sonhada de 25 de abril de 1974 – saiu de Santarém à frente de 240 homens e no final dessa manhã já arrastava consigo mais de um milhar de militares. E, atrás desse milhar de homens fardados, muitos outros milhares, homens e mulheres sem farda, enchiam as ruas e largos de Lisboa por onde a coluna militar de Santarém passava. Era todo um Portugal na rua”, recordou Correia Bernardo, acrescentando que “ a sua memória ficará para sempre entre nós e o seu nome repousará gravado em letras douradas entre os mais brilhantes da nossa história.”
O presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, afirmou que os dados relativos à pobreza e ao desemprego no País “põem em causa os objetivos do 25 de Abril de 1974” e considerou “perigoso governar para as expectativas dos mercados”.
O presidente da Câmara de Santarém defendeu que “o Portugal de hoje não é o Portugal sonhado por Salgueiro Maia e pelos Capitães de Abril”, acrescentando que, o País prosperou muito nos últimos 40 anos, mas “muito do que foi sonhado não foi ainda concretizado”.
Os números que mostram a “existência de mais de 2,5 milhões de pobres em Portugal, quase um milhão de desempregados, um quarto da população em privação material e o aumento permanente de emigrantes, põem em causa os objetivos de luta por melhores condições de vida e mais e melhor liberdade para todos”, demonstrando que “os herdeiros da Revolução falharam”.
Para Ricardo Gonçalves, “é falacioso dizer que Portugal está melhor, mas que os portugueses estão pior. É perigoso governar para as expectativas dos mercados e não para os anseios dos portugueses. É impossível aceitar que o desígnio de um Estado-Nação seja passar o défice de 5% para 4%”.»
Fonte: O RIBATEJO online, 03-4-2014

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Marinhais: carteiro Carlos Lima morre em acidente a caminho do trabalho





«Um funcionário dos CTT que ia entrar ao serviço morreu na sequência de uma colisão com um veículo ligeiro perto de Marinhais, concelho de Salvaterra de Magos, por volta das 7 horas da manhã desta quinta-feira, 3 de abril.
A vítima mortal, Carlos Lima (foto em cima), foi projetado da moto em que seguia após ter embatido num carro que se preparava para entrar na Estrada Nacional 118, vindo de uma via secundária.
O homem, de 50 anos, não resistiu aos ferimentos e o óbito acabou por ser declarado no local.
O carteiro era responsável pela distribuição da correspondência em Marinhais e residia em Salvaterra de Magos com a esposa, também funcionária dos CTT no balcão da vila ribatejana.
Além da viúva, Carlos Lima deixa três filhos.
As operações de socorro envolveram uma equipa do INEM e 10 elementos dos bombeiros de Salvaterra de Magos, apoiados por quatro viaturas.
A GNR também esteve no local e está a investigar as causas do acidente.»

Fonte: Rede Regional, 03-4-2014

Ana Batista regressa à Palha Blanco em Vila Franca de Xira, domingo, 4 de maio de 2014





Imagem in Facebook de Ana Batista

Alguns Artistas que vão actuar nas Festas de Marinhais 2014





Imagem in Facebook das Festas de Marinhais

Marinhais: Acidente provoca um morto






«Uma colisão entre um ligeiro e um motociclo provocou a morte do condutor do segundo veículo na manhã desta quinta-feira, 3 de abril, na Estrada Nacional 118 perto de Marinhais, concelho de Salvaterra de Magos.
Segundo foi possível apurar, o acidente ocorreu por volta das 7 horas, quando a vítima mortal, que é funcionário dos CTT, se dirigia para o trabalho.
O condutor do motociclo acabou por colidir com um carro que ia a entrar na EN118, que esteve cortada nos dois sentidos devido ao sinistro.
No local, esteve uma equipa do INEM e 10 elementos dos bombeiros de Salvaterra de Magos, apoiados por quatro viaturas.»

Fonte: Rede Regional, 03-4-2014

X Tourada do Tomate em Salvaterra de Magos, domingo, 6 de abril de 2014





Imagem recebida por e-mail

Ana Batista na Corrida de Toiros em Alpalhão, sábado, 19 de Abril de 2014




Imagem in Facebook de Ana Batista